Sorria meu bem!

Hi everybody!!!

Olha só, postinho saindo na madrugada. Já que o sono não quis dar as caras, então bora transformar insônia em conteúdo para o blog o/

Sexta-feira normalmente é dia de dicas aleatórias, sem ter absolutamente nada a ver com o maravilhoso porém controverso mundo das Au Pairs.

Essa semana Samara resolveu passear por aí: tragédia aqui no Rio que deixou todo mundo meio desnorteado, esse aceite da APC que não chega nunca (paciência sendo testada ao limite), TPM, gripe, não consegui fazer as melhorias no blog que eu tanto queria (e o primeiro desgosto com o wordpress a gente nunca esquece) enfim… confesso que com a semana acabando foi batendo um certo desânimo.

Maaaas, fazer o que, né??!! É a vida!! então vamos embora minha gente, vamos embora sem demora, vamos pra frente porque pra trás não dá mais…

Minha receita para aqueles dias em que você está se sentindo o próprio Marvin (um robô deprimido, não conhece?! Googla aí Douglas Adams), é smile.

“Smile, though your heart is aching
Smile, even though it’s breaking
When there are clouds in the sky
You’ll get by...”

A história é o seguinte (tentarei resumir): há alguns anos atrás eu ganhei minha primeira fita de música (isso mesmo, vocês não leram errado, avisei que a história era antiga) com músicas de adultos (ou seja, não era da Xuxa). O nome da fita era “Pop cine Pop” e vinha com músicas famosas de filmes dos anos 80 (tô entregando a idade), tipo, “Pretty Woman”, My Girl”, “The Lady in Red” e assim por diante.

Toda feliz da vida, e se sentindo “a” adulta, colocava minha fitinha no meu walkman (que era do Paraguai, by the way) e ía curtir as musicas. Acontece que pra economizar na pilha existiam dois jeitos: 1) passar ou voltar a fita com ajuda da caneta bic, ou ouvir a fita toda sem passar ou voltar música nenhuma.

Sooooo, pra eu ouvir a primeira música do lado A da fita, e que por sinal era a que eu mais gostava – “Take My Breath Way” (minha cafonice musical vem de aaanos) eu era obrigada a ouvir a última música do lado B (os mais novos não devem fazer idéia do que eu estou falando). Uma musica meio esquisita, meio paradona, de um filme que eu nunca tinha ouvido falar na voz de um cantor que eu também desconhecia.

Tá bom, né?! Só que com o passar do tempo eu acabei gostando de ouvir a música ao invés de ficar só esperando ela passar. E qual não foi minha alegria quando eu consegui a letra anos mais tarde com  advento da internet. E descobri que a letra é antigassa, escrita por ninguém menos que Charlin Chapplin.

Depois que achei a letra (a essa altura eu já me virava no inglês) eu passei a gostar ainda mais. É de uma simplicidade. A letra é do tipo, levanta o astral, mas não tão enjoada, porque não é nada elaborada. A mensagem é objetiva:

 

Sorria, embora seu coração esteja doendo
Sorria, mesmo que ele esteja partido
Quando há nuvens no céu,você sobreviverá…
Se você apenas sorrir,através do seu medo e tristeza
Sorria e talvez amanhã
Você verá o sol brilhando para você

 

Mas a saga não terminou. Por que quem disse que eu encontrava pela internet a versão da música da minha fita?? (porque a essa altura do campeonato, já nem tinha mais toca fita). Daí fui cassar a fita pra achar o nome do cantor, e olha só, era o próprio ator que interpretou o Chaplin no filme de nome homônimo(sempre quis usar esse termo). O tal do ator mais tarde, muuuito mais tarde protagonizou um filminho mixuruca que quase não rendeu bilheteria: O Homem de Ferro.

Varias pessoas já gravaram versão dessa música, até Michael Jackson, mas normalmente, a primeira versão que a gente ouve é a que a gente gosta, então escutem aí e me dizem o que acham. 🙂

E não se esqueçam:

“Light up your face with gladness
Hide every trace of sadness
Although a tear may be ever so near
That’s the time you must keep on trying
Smile, what’s the use of crying?
You’ll find that life is still worthwhile
If you just smile”

 

E por hoje é só pessoal!

… beijo pra quem fica!!

Ps: vou ter que ficar devendo a minha versão da musica pra vocês. Procurei por todo you tube, por tudo quanto é lugar, e não consegui achar a tal da versão da música (não falei que era difícil?). E eu não pude subir meu arquivo de audio para o blog 😦 e tô caindo de sono.

Ps2: assim que eu achar eu post aqui 🙂

Ps 3: imagem emprestada daqui!

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 40 outros seguidores