Era uma casa muito engraçada…

Ontem perguntei quem queria ver as fotos da casa que fiquei em Vermont, e duas pessoas responderam que sim. Já foi o suficiente, mostrarei! (perceberam como esse blog bomba, né?!)

Eles chamam isso de condom (eu acho que não se escreve assim). Até pensei que fosse um tipo apê (ou camisinha?), mas nem é. Então, aparentemente eu não entendi direito a definição de condom…

A casa que ficamos é um encanto! Eu queria muito que aquela casa fosse a minha de verdade, aqui do USA, claro. Casa barulhenta ainda me enche o saco (alvenaria faz um barulho que PQP) mas né, pelo menos essa era lindona e super confortável. Again, ela tinha bem cara mesmo de casa para lua de mel.

Linda de viver!

A casa era bem engraçada, não porque não tinha teto nem tinha nada mas porque era temática: o orgulho americano. Tinha bandeira americano e símbolos americano em cada canto. Inclusive o abajur do meu quarto era um Tio Sam que apontava pra você (no caso, pra mim) com os dizeres God Bless America.

Que exagerada eu, o coitado só tava segurando uma bandeira

Os pratos, as canecas, os quadros, tudo lá com a bandeira americana. Depois de duas semanas eu estava meio que de saco cheio. Nem queria mais ver o filme do capitão america (mentira queria sim :P).

A casa tinha quatro andares. Sendo que você entrava aonde ficava a sala de estar, cozinha e a sala de jantar. Dai em cima tinha duas suites, uma principal do casal e outra para as crianças.

sala de estar e esse ventilador de teto que ficava noar total

Cozinha e no fundo a mini sala de jantar

de outro angulo

Embaixo da sala de estar e cozinha era a escada que dava para um outro quarto (o meu) um banheiro e uma sala de televisão. E você ainda descia mais um lance de escada aonde ficava o laundry room, e um salão com duas camas, mesa de ping pong, mesa de jogar poker, mesa de jogar aquelas paradas que parecem disco que vão de um lado para um outro e mais um tv grandona de LCD ou plama, ou algo parecido com isso.

Meu quarto. "TodasIgnoramaBagunça

Pena que do lugar mais legal da casa (que eu nem aproveitei) a espertona aqui deixou de fotografar.

a vizinhança

Tudo muito bonito, de muito bom gosto e muito aconchegante. Pena que em dois dias as crianças viraram a casa de perna para o ar.

Espero que tenha matado a curiosidade 😀

Beijos pra quem fica!

Ps: pra você leitor que caiu aqui d epara-quedas, aqui vai os outros posts sobre Manchester, cidadinha em vermont: Um alou de Manchester, nadando no mármore e Emerald Lake.

 

Emerald Lake

Saindo mais um post tapa buraco sobre coisas que fiz em Manchester, Crap Vermont.

 Emerald Lake State Park, como o próprio nome diz , é um típico parque americano, com um lago no meio que a fofaiada vai levar fofinhos pra curtir o dia junto fazendo picnic, jogar um friesbee, e nadar.

Mapa do parque

aberto

A diferencia é que esse pagava pra entrar (foi mal, mas não tenho mais a menor idéia de quanto era ) e você pode andar de kaiak e pedalinho. E ah! Tem uma vista fantástica!

sacrifício de ir nesse lugar

Como vocês bem sabem, eu tava mega de cara quando fui arrastada para Vermont  e meio que tava na má vontade quando fui pra esse lugar, claro, porque aí eu não poderia visitar minha tão adorada livraria…

Vida difícil desse povo

Anyway, mudei de humor assim que entramos no parque. A visão era típica daquela que você vê em revista de viagem… me conquistou! Com uma vista dessas, linda de viver, não tem quem resista.

Foto artística (mentira: era eu numa tentativa frustrada de tirar uma foto de mim mesma =P)

No final passamos uma tarde bem agradável. E eu nem vou perder meu tempo tentando descrever o lugar, as fotos por si só falam tudo.

Beijo pra quem fica!

Ps.: E esgotei Vermont, minha gente. Juro pra vocês 😛

Ps.:2 Na verdade eu tenho fotos da casa que ficamos. Vocês querem ver?

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 40 outros seguidores