Dando um up no inglês

Hello Everybody!!

How is everything with you??!!

Antes de mais nada já vou pedindo perdão pelo título tosco. Não consegui pensar em nada melhor 😛

Pois é, já que já começamos falando em inglês, vamos aproveitar e falar de mais um outro requisito mais que essencial para uma aspirante a Au Pair: o inglês. Sim fia, tem que saber inglês. Não precisa ser fluente, mas tem que saber se virar, ter um listening mais ou menos e conseguir, minimamente, se comunicar. Requisito mais que óbvio esse né??!!

Esse é um obstáculo para a maioria das meninas. Normalmente é o inglês que pega aí pra galera. Meu conselho (esse aqui pode confiar, porque disso eu entendo #MuitoModestia) que eu dou para meus alunos é: tem que praticar em casa. Não adianta só ir no curso de inglês. Tem que estudar todo tempo que tiver se não quiser ficar com o inglês do Borat (High Five o/).

Dicas: ver filme em inglês com legenda em inglês (pega aquele filme que já passou trilhões de vezes na sessão da tarde e bota pra assistir, tipo “A LAgoa Azul” porque você já conhece a história), ouvir musica ( e tentar acompanhar o cantor) e ler artigos, livros e revistas em inglês.

Hoje eu trouxe dicas de livros para ler. Ler é ótimo!! Sou suspeita porque amo ler. Mas enfim, a leitura é bom porque você decora o desenho das palavras e ainda acrescenta vocabulário novo. Eu sei que muita gente se assusta com isso mas tem que tentar, tem que se esforçar e ultrapassar essa barreira. Qualquer coisa o google translator tá aí pra ajudar 😛

minha biblioteca particular #orgulho

Agora não vá querer traduzir palavra por palavra. Porque aí muita frase vai ficar sem sentindo. Você tem que entender o conceito em geral e muitas palavras você vai captando seu significado sem precisar traduzir (eu odeio traduzir, porque acho que a pessoa fica muito dependente do português). Tem que desgarrar do português minha gente!!

Na minha visão, acho que você tem que se liberar da sua língua natal quando for aprender qualquer língua sabe. Tentar ir de mente limpa, tábula rasa mesmo. Se ficar na neurose de traduzir palavra por palavra, simplesmente pode acontecer de ter frase que não vai fazer o menor sentido porque não terá uma tradução perfeita para outra língua.

Então, basta entender o conceito, o significado e aí você vai tendo intimidade com a língua estrangeira que você está querendo aprender. 🙂

Mas vamos a dica de leitura!

Na saraiva (e imagino que em outras livrarias) vende Pocket Books, são livros em inglês e costumam ser bem baratinho. Acho que nunca dei mais que R$ 20,00 neles. E tem de todo tipo, pra tudo quanto é gosto.  Investimento bem baratcheenho.

Existe uma coleção da editora Barnes&Noble que é meu preferido. São clássicos da literatura estrangeira. É ótimo para gente como eu que ama ler clássicos e adora história e literatura em geral. E o melhor de tudo: o livro é super portátil, levinho (vai na bolsa que é uma maravilha), tem letra grande e um espaçamento decente (excelente para os miopes de plantão). Ou seja, é perfeito!!

Coleção Barnes&Nobles

Eu tenho três e já li todos: “The Portrait of a Lady” (gente, não sei qual é a tradução original , sorry 😦 ), “Pride & Predujice (“Orgulho e Preconceito”, um dos meus livroa preferidos) e “Madame Bovary” (que é de um autor francês e que foi traduzido para o inglês).

Eu dei mole, devia ter comprado todos os que vi pela frente dessa coleção. Porque aqui na minha cidade, eu não acho mais desses livros 😦

Agora , para quem não tem saco de literatura mais clássica, e não está nem aí para se localizar em tempo e espaço, eu sugiro livros atuais, tipo “The Devil Wears Prada” (“O Diabo veste Prada” , o livro é muito melhor que o filme e  olha que eu aaaamo o filme) e “The Kite Runner” (“O caçador de Pipas”, dramão gente, separa aí o lencinho). Esses são bem mais fácil porque a linguagem é moderna e você ler muito rapidinho.

Pocket Books

E para quem prefere literatura fantástica (presente!) fica aí a sugestão da coleção Harry Potter (que é muito boa mas desconsidera o último livro que achei uma merda foda) . Harry Potter é bem tranquilão também. Não vá, fia me querer ler “Senhor dos Anéis” que é muito bom, maaas é complicado e o coeficiente de desistência é bem alto (mas eu li todinho, tá??!!) 😛

cortei o livro, foi mal =P

Para as meninas que adoram uma literatura recheada de estrogênio (a.k.a literatura de mulherzinha) fica a dica da autora Marian Key (aquela autora de “Melancia”) e também a coleção da Becky Bloom (que não sei se é bom porque não li ainda). Mas esses tipos de livros costuma ser o mais fácil de ler.

Não faça como eu que pegou pra ler pela primeira vez um livro em inglês de mil seiscentos e alguma coisa. Nossa sofri muito com um inglês muito arcaico. Pensei que nunca conseguiria terminar. Mas valeu, na er época estudante, superei a barreira e pensei: se eu consegui ler esse livro, leio qualquer coisa. Só pra constar o livro se chamava “As Viagens de Gouliver” (é muito bom, por sinal).

Meninas, é isso!! espero que tenham gostado da sugestão. Quem tiver mais dicas de livros, fica a vontade de deixar aí nos comentários, ok??!!

… beijo pra quem fica!!

 

Fotos, créditos: todas minhas \o/

Anúncios

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 40 outros seguidores