Ainda em Filadélfia

Impossível esgotar Filadélfia num post só. Apesar de ter feito uma visita bem vapt vupt, ainda fiquei devendo a praça do xadrez grandão.

Em frente a praça do LOVE, tem uma outra praça com umas peças de xadrez grande, dominó, chapéu, ferro de passar (meio aleatório, não?), tudo tamanho GGG. Um cenário perfeito pra turistas dispararem seus flashs. E não se sintam envergonhado fazendo isso, porque mesmo no frio absurdo que tava nesse dia, tinha muito mais gente tirando foto.

os bastidores

Vale muito a pena a passada lá, pra quem já tá no centro. E imagino que deva ser um bom lugar pra hang out num tempo mais agradável.

Definitivamente eu amei Filadélfia, e moraria lá fácil. Eu sei que declarei meu amor a NYC milhões de vezes, mas aí você descobre que os Estados Unidos todo não se resume a Manhattan, e tem outros lugares muito interessantes pra ser explorado.

aquelas poses que todo mundo faz

o pincel gigante e embaixo uma caca gigante (parece não parece?)

 Claro que devo voltar a Filadélfia, afinal de contas, eu ainda preciso ir lamber o liberty bell. And, it is going to be leden… wait for it… dary! 😀

Uma ótima semana galera!

Beijocas pra quem fica!

Anúncios

T.V. Au Pair em: Filadélfia

Olá pessoas, tudo bem?

Esse vídeo é o meu orgulho, meu xodó. Finalmente consegui correr por aquelas escadarias do museu e fazer a ceninha do Rocky tão esperada.

Como vocês podem ver, tava com gelo e a cada degrau era uma esperança de não escorregar.

Percebam também que ninguém olha nem nada porque aposto que todo dia tem alguém alí fazendo aquela corrida.

Novamente venho encarecidamente pedi que ignorem a falta de sincronização das legendas. Já expliquei aqui que eu não consigo ver as cenas na hora que edito porque meu computador não tem placa de vídeo (ou sei lá mais o que) suficiente, e eu realmente faço o melhor que um netbook e um movie maker me permite.

Beijos pra quem fica!

Adrian… I did it!

Já vou fazer uma recomendação antes de você continuar lendo esse post, se você nunca assistiu Rocky Balboa (então tira essa roupa preta que você é moleque!) pára tudo e vai ver primeiro esse filme, do contrário existe alguma chance de você se entediar no decorrer desse post.

Então…

sério mesmo. faça esse bem a você e vai assistir Rocky 😛

E toquem as trombetas… finalmente Filadélfia, eu fui!! Agora toca aí ao fundo a vieta de ‘Rocky Balboa”

“Risin’ up, back on the street
Did my time, took my chances
Went the distance, now I’m back on my feet
Just a man and his will to survive”

Sim pessoas… como missão dada é missão cumprida eu finalmente tirei a foto do Rocky em frente ao museu de Arte da Filadélfia, e como todo bom turista deixei o bom senso de lado, paguei mico  pra poder fazer a ceninha correndo pelas escadarias com direito a filme (que quando eu perder a preguiça pra editar juro que posto).

Yes, I did it!

a cena original

Filadélfia: terra de Benjamin Franklin (falei deles nesse post de há muito tempo, clica aqui pra relembrar), cidade histórica aonde está a Liberty Bell (um dos símbolos da independência americana) e também a carta da independência dos Estados Unidos. Também foi a capital provisória da América depois da declaração de independência  enquanto D.C. era projetada.

rolou um Occupy em frente desse prédio

Só que a gente fez aquela viagem express pela Filadélfia e infelizmente um um dia não dá pra fazer muita coisa e aí tivemos que enxugar o roteiro. Eu como apaixonada por hisórtia adoraria ter feito  esse percurso histórico mas meu amor por cinema falou maior e eu primeiro tive que ir atrás do museu de arte mais conhecido como o museu do Rocky.

E pra minha alegria maior eu consegui ir em dia de neve e mesmo quase morrendo de hiportemia eu fiquei muito feliz que as fotos ficaram ótimas e muito parecidas com a do filme. Quase perdi o pé esquerdo mas foi por uma causa nobre 😛

O museu de arte da Filadélfia

O “museu do Rocky” aonde também fica a famosa estátua fica bem no centrão mesmo da Filadélfia bonita. Antes de chegarmos lá, fomos procurar um mercado brasileiro e tivemos que nos aventurar pela Filadélfia feia.

em panorâmica

Foi a primeira vez que vi um lado mais pobre dos Estados Unidos. Aquelas casas mais coladinhas uma com as outras (que eu acho que ainda são mais espaçosas que muito barraco no Rio), os caras andando com toca e cara de mau e as meninas mais piriguete, bem do tipo Mariazinha (também do Rocky. avisei a você, tem que ver esse filme pra acompanhar o post :P).

no melhor estilo pinto no lixo 😛

Alias eu nem sabia que dava pra ser tão piriguete usando tanta roupa de frio, mas né, povo tem uma criatividade. Enfim, achamos o mercado e eu pude comprar gamadinho e Bis velho e superfaturado. Fazer o que? Lei da procura e oferta.

virando pinguim

Depois fomos num restaurante brasileiro e eu pude matar a saudade de comer coxinha e beber guaraná. Fica a dica, nesses lados da Filadélfia tem um comunidade de brasileiros bem expressiva e dá pra encontrar padaria, mercado e claro restaurantes tudo da terrinha.

Com a pança cheia, era chegada hora de ir para o centrão mesmo. Ou como a Fernanda chama, para a Filadélfia bonita.

no "centrão" de Filadélfia

Meu espírito de pessoa de cidade grande me fez me sentir em casa na hora. Prédios, trânsito louco, buzina, transporte público e até poluição. Ahh que delícia cidade grande.

na estátua do Rocky Balboa

Só que infelizmente com o frio do cão e o inverno que faz escurecer o dia cedo, a gente não pode fazer tudo que gostaríamos e eu tivemos que optar o que fazer.

a turminha do barulho

Bom, foi tudo rápido, nem deu tempo mesmo de entrar no museu (museu, museu, museu). Depois fomos mais pra dentro da cidade tomar um chocolate quente nesse lugar aí que eu esqueci o nome e comer pizza de chocolate. Experimentei o melhor chocolate quente da vida.

tem que fazer conchinha com a mão pra pegar na xicara

E logo dali fomos na praça ver o monumento LOVE que é bem pequenininho em comparação com o de NYC (não lembra? Confere aqui!) e para a praça da frente brincar de xadrez gigante e com as outras peças lá tudo tamanho grandão.

porque se é pra pagar mico, vamos fazer direito 😛

Infelizmente foi isso só mas voltaremos lá com certeza. Além do Liberty bell, ainda preciso ver o Magic Garden, um lugar iraaado que descobri no album de alguém pelo facebook 😛 e visitar a casa de Edgar Allan Poe.

fomos brincar de Jesus e andar em cima da água congelada da fonte (e o medo do gelo quebrar)

Só pra  contextualizar pra quem nunca viu m filme, Rocky Balboa foi um filme passou na decada de 70 e conta a história de um lutador de boxe que aceita o desafio de enfrentar o banbanban do boxe da época. Ele sem recurso nenhum aceita o desafio e começa a treinar da forma que pode e do parcos recursos que possui.

Uma das cenas clássicas lógico, é ele treinando e essa cena culmina ele subindo as escadaria do museu de arte da Filadélfia (alias as pessoas realmente correm por lá). É mais uma daquelas histórias de perseverança, e de lutar por aquilo que acredita. De não desistir mesmo quando tudo parece que vai dar errado e indo contra todas as probabilidades.

Rocky 6 que foi lançado em 2008 já conta a história de um Rocky mais velho, mais maduro e ainda lutando contra algumas adversidades. A melhor cena do filme, sem dúvida, é aquele dá uma lição de moral para o filho ( e pra audiência inteira). Essa cena, na minha opinião fecal, apesar de recente, jávirou clássica também.

E assim fecho a sexta-feira de hoje. Com um post dica de passeio mas também de inspiração para as aspiras aí com o processo que eu sei que é bem difícil. Mas também para as já au pairs como eu, que tem que matar um leão por dia e, superar as dificuldades pra poder chegar no fim dessa caminhada. Para todas nós, força na peruca!

Um excelente final de semana!

E como sempre, beijo pra quem fica!

Ps.: vou postar fotos da praça do xadrez gigante depois. Não sobrou espaço no post e depois eu tenho que ir na escola do meu moleque agora (6 p.m.). Hoje é dia de Fun Family Night e chuta quem vai ser a família do menino? Au pair e mãe nas horas vagas ¬¬

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 38 outros seguidores