Como tudo começou – A Colonização Americana

Olá minha gente!!

Então, quando eu fiz esse blog, eu já imaginava está On line a essa altura do campeonato, e que agora estaria contando pra vocês como estariam meus contatos com a futura host Family (muito positiva eu!). Well, não rolou, eu continuo esperando a merda , digo, droga (mamis briga se falar palavrão ¬¬)do aceite e me dei conta de uma parada: tô começando a ficar preocupada de não mais ter assunto pra postar aqui 😛

tô cansando de esperar

Sério, seria muito mais fácil ter feito um blog sobre moda. Porque todo dia tem um esmalte novo pra comentar (que eu já não vejo mais diferença em nenhum deles) ou um (insira aqui a cidade que lhe convém)FashonWeek da vida… não seria muito mais fácil?? Nunca me faltaria assunto.

Pois bem, não posso falar ainda de malas, de presentes (se bem que já até adiantei um pouco isso aqui), da tensão do visto, de ter conseguido o visto (porque vou conseguir), de ficar ansiosa com embarque (e meu primeiro voo de avião #caipira), da festa de despedida, do chororô no aeroporto, etc etc

Então, pensando nisso resolvi abordar um assunto totalmente diferente e que eu adoro. Gente, eu sou apaixonada por História! E se Deus quiser, passarei a gostar de Geografia um dia também (para orgulho de papis). Vou dar um enfoque sempre que puder em História quando chegar a hora de contar sobre lugares que visitei (*olhinhos brilhando*). E espero de coração, não entediar vocês 😛

Como vou morar nos Estados Unidos (e sem fazer a menor noção de que Estado, mas ficaria muito feliz se fosse para Washington) vou começar a falar um pouco da colonização que foi completamente diferente da nossa.

Então vamos lá, que nossa “aula” de história vai começar!! (rima desnecessária essa)

Primeiramente, nada de exploração. Os primeiros ingleses que chegaram nos States chegaram fugindo da perseguição religiosa que tava rolando lá nas terras da futura princesa Kate Midlleton (quero muito ver o vestido de noiva dessa mulher). Pois é, os Calvinistas (uma teoria religiosa idealizada por John Calvin) achavam que a corrupçao estava demais na Igreja Anglicana, religião oficial da Inglaterra, fundada por um Rei muito esperto (Henrique VIII) que com uma machadada só conseguiu se livrar do Papa mandando no seu país e de uma mulher baranga. Os Calvinistas queriam, por sua vez, purificar o Anglicanismo e livra-la de toda essa corrupção. E é por causa disso, que eles ficaram conhecidos como “Os Piratas”, quer dizer, “Os Puritanos” ( turum tsssssssss) 😛

Obviamente que o Rei inglês não ficou nem um pouco contente com essa situação e deu-se inicio a uma perseguição violenta aos puritanos que cada vez mais criticavam a oficialidade de bispos e até mesmo do próprio Rei (tavam pedindo também :P).

Para escapar da perseguição que se seguiu na Inglaterra eles tiveram que fugir para o Novo Mundo, para América. Os primeiros puritanos navegaram em 1620 num navio conhecido como o “Mayflower” ( o primeiro navio a chegar ao que seria conhecido futuramente como Os Estados Unidos). Eles chegaram na costa leste e foi alí que foi fundado mais tarde as 13 primeiras colônias (certeza que isso vocês já viram na escola :))

as famosas 13 colônias

Pois bem, claro que as coisas não seriam nada fáceis para os pobres dos puritanos (porque sempre tem que rolar um drama). E a adaptação foi muito difícil. Mas foi graças a disciplina e aos valores que os puritanos carregavam com eles que conseguiram ultrapassar as adversidades que a nova terra impunha.

uma mocinha puritana

Valores esses que se baseavam em: simplicidade, negócio (industry) e parcimonia. Ou seja, trabalhar muito, economizar e consumir apenas o necessário para que não venha faltar mais tarde. Esse foram os valores os quais os Estados Unidos foram fundados. Ironicamente, mais tarde esse mesmo país ficou conhecido como o “país do consumismo” (mas isso é cena para os próximos capitulos).

E claro, para garantir conhecimento, os puritanos desenvolveram também um sistema de escolas primárias para que fosse possível garantir a produção de literatura, e óbvio, cultura em geral. Em 1636, um pouco depois da chegada dos puritanos na América, eles fundaram Havard College (a primeira universidade americana).

Com o passar do tempo esses valores foram se modificando, ainda houve uma tentativa de acordar para esses antigos valores. Em inicio do seculo 18, houve um ministro Puritano (Jonathan Edwards) que em seus sermões pregava a volta desses valores, e o tom era sempre muito ameaçador, numa tentativa de trazer de volta o estilo de vida puritano.  Esse movimento pela volta das raizes puritanas ficou conhecido como “The Great Awakening”.

Bom, vou parar por aqui hoje. Confesso que me empolguei um pouquiiiinho. Mas espero que vocês tenham gostado.  E possam entender um pouco mais o lugar e a história das pessoas que estão prestem a ir viver. Só pra lembrar, não sou nenhuma especialista no assunto, só uma apaixonada pelo tema mesmo. Se tiver alguma coisa errada, favor, avisar da canelada aí nos coments!!

E o que acharam? Será que ficou interessante, ou esse post acabou servindo para ninar vocês, e tem gente até roncando em frente ao monitor?!! Feedbacks são mais que bem vindo!!

Por hoje é só pessoal !!

 Deixo pra vocês a ilustração do “Mayflower” feito por mim e pelos meus colegas , na época do curso formação para professor. Ficou perfeito, tem até puritanos na popa (ou proa, sei lá).

Mayflower - ficou perfeito 😛

… e beijo pra quem fica!!

Anúncios

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 40 outros seguidores