Confissões de uma mente ansiosa

Ooooi, meu nome é Luna e faz duas horas que não checo meus e-mails (acho que vou começar meus post todos assim uahauhauh)

E aí meninas, essa vida de esperar não é fácil viu??!

Pra você que almeja essa vida nada glamourosa e porpurinada de Au Pair, longe de mim querer te desanimar, mas já vou logo avisando, vai…  mas com espririto preparado, é chá de cadeira pra tudo. Da agência, das famílas. Estou falando isso , porque até agora não tive no contac at all 😦 (mas eu prometi pra mim mesma que não iria ficar me remoendo por causa disso, e claro que não tô conseguindo cumprir minha promessa :P)

Como eu acho que já esgotei minha cota de reclamar aqui e cansei o saco de vocês (que a tudo ouvem), resolvi que não iria mais passar por toda aquela crise do aceite, e não vou ficar aqui reclamando que ninguem me ama e ninguem me quer (ou seja, prometo não fazer exatamente o que estou fazendo agora) 😛

Querem saber por que? Toda aquela ansiedade acumulada (se me espremessem poderia jurar que sairia ansiedade em forma líquida) resultou numa boca estourada de afita, noites e noites sem dormir, e uma falta de apetite.  Mas devo ficar até ficar feliz porque a Dona gastrite resolveu colaborar e nem deu as caras por aqui 😛 (não na época que escrevi o post não, mas agora  já deu sim, omeprazol neles!!)

sorte que não roo unha

Nesse período, o jeito mesmo é distrair a mente, não tem jeito. Esse final de semana consegui ir ao cinema (minha paixão, cinema é minha vida) fui assitir Thor (isso aqui tá virando um oversharing já) e amei. Conclusão, mente relaxou e consegui dormir direito uma noite inteira de sono (acho que levantei as cinco da manhã, mas ainda tô no lucro).

Isso desencadeou num dia seguinte (a.k.a hoje) super produtivo. Coloquei todas as atividades em dia e consegui, pela primeira vez adiantar uns três post para o blog. Uhuuuu #Winning master!!

É isso aí meninas, tem que arranjar um jeito de distrair a mente e relaxar. Vai ler um livro (pra quem gosta, quem não gosta vai ser só mais uma tortura), vai passear, vai cair na gandanha. O que não pode é ficar em casa checando e-mai o tempo todo (presente!). Aí minha filha, não tem sanidade que aguente. E tenho certeza que você não pretende embarcar de camisa de força, né mesmo?!

Gente, e esse conselho, dica, sugestão (ou seja lá o nome que prefira dar a isso0, vem de uma pessoa que tem Luna como primeiro nome e Ansiedade como sobrenome. Tipo, ansiedade, minha melhor amiga – é nesse esquema). Não consigo controlar sempre, mas tô aí tentando, sempre achando um jeito de deixar a mente tranquila na medida do possível.

E você aí, tem mais alguma dica pra dividir comigo?? Então deixe sua contribuição aí nos coments, viu??!! Dicas, palpites, sugestões são sempre muito bem vindas 🙂

   Por hoje é só,

…. e beijo pra quem fica!!

Ps até que consegui fazer um post relativamente curto. Uma vitória pra mim o/

Ps 2: eu não quero nem imaginar na semana que antecede o visto. Nem eu vou me aguentar 😛

Anúncios

Toda futura Au Pair já deve ter passado por isso (ou não)

Olá leitoras lindas e queridas que tenho certeza que sentiram minha falta nesse gape que o blog entrou no feriado (pausa pra respirar) 🙂

Muitos chocolates??!!

Antes de mais nada, já peço desculpa pela falta de post que rolou. Agora tô eu aqui tirando as teias de aranha do blog, mas tem uma explicação. Na verdade esse é um post padrão que todo blogueiro (olha eu me achando A escritora famosa) faz: o desculpa pelo abandono do blog 😛

Mas é verdade. Quando eu comecei o blog (blog, blog, blog)estava toda animada, já tinha idéias de vários post e tal, mas com a demora do aceite da APC, foi batendo um desânimo, que de inicio fui levando no bom humor e tal… mas aí segunda-feira (mais conhecida como ontem), realmente não deu pra segurar: foi se embora bom humor e inspiração pra postar.

O desânimo é igual os Dementadores do Harry Potter, ele trás junto desesperança, carência, e leva embora todo seu bom humor, e no meu caso, minha inspirarão para escrever. E olha que nem a tonelada de chocolate que ganhei de Páscoa adiantou, só me fez ter caganeira (mentira, gente, isso foi só pra forçar uma piada :P)

Na verdade eu queria continuar escrever sobre curiosidades cultural ontem, mas a inspiração Fail total, e tentei mais uma vez sem sucesso escrever algo sobre o assunto hoje. Porém, mesmo relutante em escrever algo que considero meio pessoal assim, decidi registrar isso aqui, caso alguém se identifique e saiba que você, minha cara , não está sozinha. Essa situação acontece em quase todas as aspirantes a Au Pair.

Mas como dar a volta por cima e não se entregar? (momento Augusto Cury)

Numa condição ideal de temperatura e pressão, seria que o aceite viesse, e que eu já estivesse On Line para as famílias (no meu caso), ou sei lá, que você tivesse um match, ou que seu visto fosse aprovado, e assim por diante. Sinta-se livre para adaptar para a situação que melhor você se encaixe.

Mas isso se chama vida, e se você for ziqueira igual a mim, a solução mais fácil NUNCA será a disponível. Mas vamos lá, porque ainda precisamos de uma resposta.

No meu caso, eu recebi um apoio inacreditável das meninas (e de meninos, porque acreditem, existe mail au pair, poucos. E não são todos gays uahauhauhau) – tô me perdendo comigo mesma, mas enfim, apoio do grupo do facebook: Grupo Au Pair.

Gente, aquele grupo é o que há! Aquilo lá é como se fosse um grupo de AA apoio aos Auperianos. Tiramos dúvidas (que as vezes as agencias cagam foda pra você), temos uma lista das Au pairs espalhadas pelos mundos, então se vocês estiver indo para um estado, você saberá quem está lá (e candidatas a futura amigas são sempre muito bem vindos), fora amizade que acaba cultivando.

Fui lá procurando um lugar para dividir dúvidas e acabei encontrando um lugar para apoio, com um baita potencial para novas amizades. E foi lá que recebi dicas para conter a ansiedade, e consequentemente dar um chega pra lá no desânimo. São elas:

– maneirar as horas na internet. Isso alimenta muito sua ansiedade, porque você vai ficar basicamente buscando informações sobre o assunto,

– regular as checadas no e-mail (essa é a mais difícil de todas, checar e-mail de dois em dois segundos virou um hábito tão natural como respirar)

– conversar sobre outras coisas (não tão difícil assim, ninguém mais sabe da minha viagem)

– meditar (essa é a difícil diria quase impossivel, pelo menos para mim, a pessoa mais desconcentrada ever!!)

– ler, ver filme, enfim, distrair a mente com qualquer outra coisa

Mesmo parecendo meio óbvias, achei as dicas mega válidas, porque a gente tende a entrar num ciclo vicioso, e as vezes você precisa de um empurrãozinho pra sair disso. E pra mim, super funcionou. Não que hoje eu esteja 100% tranquila, mas hoje já consegui pensar em outra coisa e tô aqui escrevendo #winning o/

Então meus amores : obrigada pelas palavras de carinhos, pelas palavras de ânimo. E graças a tudo isso, hoje a inspiração voltou e tô aqui postando novamente.

Esse post ficou mega baitola de cafona, mas tá valendo. Só quero dizer que se você está entrando nesse difícil mundo Auperiano, e está se sentindo sufocada pela ansiedade (praticamente uma Drummond), você não está só!!

Aceito mas mensagens fofas aí nos comentários, viu??!! Paparicos nunca são demais. Afinal, no fundo do peito de toda aspirante a Au Pair bate um coraçãozinho mega ansioso 😛

E em minha defesa, pra ninguém me achar a pessoa mais melosa do mundo, acho que tudo isso culminou numa época em que os hormônios resolvem dar uma festa dentro da gente, então relevem aí esse excesso de estrogênio e toda essa mulherzice que tomou conta desse post.

E por hoje é só pessoal,

     … e beijo pra quem fica!!

Ps post cultural vai continuar. Estou doida pra falar de um dos meus heróis aqui pra vocês ( e ele NÂO morreu de overdose :P)

Ps 2: o Grupo Au Pair no facebook é fechado. Se você quiser participar, preencha seu cadastro aqui e solicite (que chique que ficou) seu adicionamento (bateu um Odorito Paraguaçu aqui, minha gente!!) aqui!

Ps 3 (tô acabando, juro) escrever é minha terapia. Muito feliz que consegui voltar a escrever o/ Dica do dia: crie seu blog, todo mundo devia ter um!

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 38 outros seguidores