A nova rotina (a.k.a #VDM )

Ahh que preguiça eterna de escrever sobre como é a nova rotina. Falar de trabalho dá até um desanimo…

Mas vamos lá! Como é a minha mais nova rotina?

Quase nada mudou e eu continuo fazendo a mesma coisa que fazia antigamente, só que agora com um kid só, de 5 anos. Então, se antes eu ficava correndo pra cima e pra baixo pra dar conta de 3 demônias, agora eu posso fazer tudo com mais calma e menos estresse.

Meu horário de trabalho agora é as 7:00 horas da manhã. Eu coloco o despertador pra despertar (ãh?) as 6:45 e fico de preguiça até as 6:50. Levanto, e aqui mudou um pouco porque se antes eu mudava de roupa, agora eu só coloco uma bota de neve e saiu de pijama mesmo. Jogo uma água na cara, escovo dentes e PUFT tô pronta pra trabalhar. Bem no estilo Marinete de ser.

E aí colega? Tudo bem?

O quarto do moleque é do lado do meu. Vou lá, acendo a luz e deixo a tv ligada pra ele ir despertando (amo essa casa que tem tv pra tudo quanto é lado facilitando ao máximo o trabalho da au pair) e vou lá em baixo na cozinha, deixo a merendeira do moleque (essa palavra ainda existe?) na mochila ( que eu preparo no dia anterior) e subo com o achocolatado dele.

Como toda boa criança americana ele faz um pouco de manha pela manhã. Um saco isso, não sei que tanto essas crianças choram. Mas em comparação com as demônias é bem pouco e aturável. Aì troco a roupa dele, coloco ele pra escovar os dentes e pentear o cabelo e essas coisas. A gente desce e umas 7:20 estamos saindo pra eu dirigir ele pra escola.

Quando eu volto é o meu intervalo. Eu volto a trabalhar as 2:25 quando eu tenho que buscar o moleque na escola.

No intervalo as vezes eu trabalho, quando é dia de limpar banheiro (ô delicia de vida essa sô!) ou aspirar o quarto do menino. Aqui não tem cleaner, então eu cuido da limpeza e arrumação do menino. Sendo que normalmente eu já deixo tudo arrumado antes de sair com ele pra escola. Só quando tem que aspirar e trocar lençol (coisa mais chata) que faço isso no intervalo (agora que tô mais descolada já vou fazendo quando tô com moleque e deixar o intervalo só pra mim).

Antigamente eu fazia um monte de coisas no intervalo, como lavar a louça, ou a laundry do menino. Agora faço tudo quando ele tá em casa né? Vamos deixar o break pra eu curtir uma folga um pouco.

Quando eu busco o kido da escola, eu as vezes levo ele pra biblioteca pública daqui. Ai ele faz uns exercício de leitura, ou brinca um pouco ou a gente fica no computador brincando nuns joguinhos chatos mas que ele super se amarra.

Ás terças-feira tem uma espécie de aula de leitura, aí depois de ficar na biblioteca, eu levo ele lá e fico meia hora de bobeira esperando ele na aula. Aí que delicia. Adoro que o tempo passa mais rápido.

brincando na cama elástica aqui de casa com o moleque e seu playdate (quem olha assim até acredita que vida de au pair é mega divertida, nem é, mas até que esse dia foi =p)

Antes ele tinha natação as 5 feira. também, adoro! Ajuda a passar o tempo mais rápido se você não precisa ficar junto com a criança. Mas ele andou muito doente e aí fofa cortou a natação.

No mais é isso, a gente volta. Ligo o Power Ranger dele. Ele fica lá assitindo, brincando de lutar forever alone. Eu dou alguma coisa pra ele comer. Antes eu brincava com ele, mas na boa, eu não tenho saco com criança e ficar brincando de luta, de boneca de qualquer coisa me enche a paciência e eu parei. Só fico e, cima pra garantir que ele esteja safe.

Quando fofo tá em casa as vezes ele sobe e fica com o pai. E eu vou adiantando alguma coisa da casa, como varrer as migalhas que a criatura deixou cair toda no chão ou ir lavando a louça.

Ou quando realmente ele não sai do quarto do pai eu vou para o meu e fico no computador e olho o movimento. Se ele sai do quarto do pai eu saio junto se ele vai ficando por lá eu vou ficando no meu.

Minhas obrigações aqui são aquelas que todas já conhecem: laundry do menino (1 vez por semana), deixar as coisas dele arrumadas e limpas. Deixar cozinha limpa depois de dar lanche pra ele. Gente, ele deixa farelo pra tudo quanto é lugar.

As 7:00 boto ele no banho. E fico vigiando se ele tá fazendo tudo certo.

Aí ele come, as vezes, as vezes não. E já é hora dele ir para cama. Eu deixo ele brincar por uns minutinhos e aí ele vai pra cama. Eu não preciso mais ficar com ele. De vez em quando ele fica vindo no meu quarto eu mando ele voltar.

Eu fico off óbvio quando fofa chega, o que é sempre uma surpresa. As vezes 8, as vezes 9, as vezes lá pras 10. Mas essa hora eu já tô na cama as vezes até dormindo.

Eu não cozinho aqui e nem tenho schedule. Eu tenho as coisas que tenho que fazer mas ela me deixa livre pra fazer quando eu achar que tem que fazer.Então eu que decido o dia de trocar lençol, a hora dele tomar banho, a hora dele comer. Eu que decido quando levar ele na biblioteca e tal.

Inclusive passei a dar pitacos na educação dele, já que ele precisva ganhar peso, não ganhava tinha 2 anos. Depois que chegeuei (vai fazer 3 meses, já!) ele foi dando uma engordada. Fofaiada ficou toda feliz com minha eficiência,então eu fiquei com carta branca na educação dele.

Só quando tem alguma coisa que ela me pede pra fazer. Sei lá, tipo, se o lixo tá muito cheio aí ela vai pedi pra levar o lixo pra fora.

Durante as horas que fico com ele eu já preparo o lanche do dia seguinte e enquanto ele toma banho eu vou passando a camisa do dia seguinte também.

Evento da escola chamado de "diversão em família" e chuta quem foi? Só nessas horas que au pair vira família

Ah que mais? É isso basicamente. Nem mudou muito, mas ele é bem mais tranquilo e não me deixa louca. O que eu não suporto é isso da fofa nunca ter hora pra chegar. Daí eu nunca sei quando vou ficar off.

E as vezes eu tenho que comprar umas paradas pra ele, tipo leite ou pão pra ele levar pra escola (quando acaba) aí eu levo ele comigo. Fazer compras com criança do lado é uó, mas melhor que fazer no meu intervalo, né?

A coisa boa é que ele não grita, é educado e me ouve. e se não ouvir tem time out. E mesmo com fofo em casa (o que te deixa mais confortável) eu ainda tenho o “poder” sobre ele o que facilita muito minha vida.

É isso. EU acho que é um rotina tranquila, pra não dizer monótona sabe? O que se espera de uma au pair mesmo. Eu trabalho as 45 horas por semana. Mas assim, não tenho grandes estresses. Só não dá pra negar que é uma vidinha de merda essa não é não? 😛

Bem feito pra mim. Quem mandou querer ser au pair? 😛

É isso galera,

beijos pra quem fica!!

Ps.: nesse dia da noite em família eu esqueci o Ipod em casa, cara que tédio ter que ficar vendo a pirralhada correr pra cima e pra baixo e mega deslocada lá no meio dos pais.

Ps2.: eu já tinha falado da outra rotina também bem mais pesada na outra família aqui!

Anúncios

7 comentários (+add yours?)

  1. R. Tomaz
    Fev 08, 2012 @ 16:58:35

    E o prêmio F5 de hoje vai para: R. Tomaz

    Responder

  2. Paua
    Fev 11, 2012 @ 18:04:31

    Oooooooh, gostei da sua familia! ^.^ Passa ela pra mim quando vc voltar??? ^.^’ pooooor favor eu to sofredo horrores com a AuPariCare, nao aguento mais esperar…. 😦

    Responder

    • Luna
      Fev 11, 2012 @ 18:30:26

      Oi Paulinha,
      verdade, pelo menos depois do rematch dei mais sorte eles são mais tranuilos.
      Mas ó, ao que parece eu serei a última au pair dessa família, eles não vão precisar mais.

      Essa agência é uma bosta mesmo, infelizmente, esperar faz parte do processo 😦
      beijos e boa sorte com o processo

      Responder

  3. irmabueno
    Fev 19, 2012 @ 20:44:22

    Luna, entendo que essa vida de au pair seja uma merda. Eu jamais teria capacidade de fazer algo assim. Já teria sido expulsa da casa da família com tooooda certeza.
    Mas enfim, o que eu queria dizer é que, se pra ti é ruim, imagina pro guri. Na real, ele só tem a ti (pelo menos é o que parece pelo que tu fala). Porra, a babá tem que cuidar mesmo com o pai em casa? Nunca se sabe a hora que a mãe chega?
    Tenho muito pena dessa criança. Muito mesmo.

    Responder

    • Luna
      Fev 19, 2012 @ 21:44:53

      Irma pelo pouco que te conheço acho que você seria expulsa do programa em duas semanas ahahah

      Também tenho pena dessas crianças cujos os pais contratam babas pra ficarem o tempo todos com eles, fazendo a função que deveria ser dele.

      Apesar de eu mesma me avacalhar muito, eu resumi bastante minha rotina porque eu faço muito mais que isso, eu cuido dele pra ver se el não fica doente, ensino modos, educação, participo da educação dele, faço companhia, cantamos juntos no carro, converso com ele ensinando coisas do tipo “não fale com estranhos”, sei lá, um monte de coisas mesmo que sai da alçada de babá pra ir na de mãe. As vezes eu me sinto mais mãe que babá.
      Realmente, coitado dessa criança. Nunca entendi isso. Ora, se não quer ter o trabalho de criar o frio, porque tem um?

      Mas o pior de tudo é lidar com a frustração da criança que não entende porque que é feriado, os pais estão em casa e ele tem que sair com a babá pra ir pra biblioteca, sabe? ou então, toda noite ele perguntando da mãe, chorando porque quer a mãe e essas coisas normal que uma criança de 5 anos tem que fazer pra chamar atenção dos pais. Mas que depois de um tempo, você já fica de saco cheio 😛

      Beijos!

      Responder

  4. irmabueno
    Fev 20, 2012 @ 10:18:25

    Depois de um tempo? hahahaha Tu realmente tem muito mais paciência do que eu. Eu já teria chamado os Fofos pra uma conversa beeeem séria na primeira semana aí hehehe

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 38 outros seguidores

%d bloggers like this: