É tempo de pensar

Nada como momentos conturbados pra você dar uma nova perspectiva para a vida. É tempo de pensar!

Rematch aí na cara e a possibilidade de voltar para o Brasil se tornou cada vez mais real. No meio da crise, que foi se agravando com o tempo, tudo parecia muito ruim e impossível de aguentar, correr o risco de interromper o programa nem me impediu de pedir rematch. Quando se está disposto a correr esse risco é porque a situação se tornou insustentável.

Depois com a cabeça mais fria bate aquele pensamento: será que fiz merda? E aí lembrei o quanto foi difícil chegar até aqui, o quanto batalhei. Um ano economizando dinheiro, sem comprar nada, frequentando auto escola, estudando aquele livrinho do detran igual uma doida e ficando mega entediada nas aulas.

Precisava passar na prova prática do detran, mas fui reprovada. Nem me permiti respirar. Fui em casa pegar dinheiro e pagar o duda novamente pra poder agendar a nova data que seria um mês depois. E bora pagar mais aulas práticas, e o carro para a prova. E mais um mês de angustia, tudo dependia daquela bendita prova.

Passei. Me lembro que foi um dos momentos mais feliz desse meu processo todo. Acho que fiquei até mais feliz do que quando o visto saiu. Quem conhece o Detran RJ sabe que lá é maior loteria, do nada eles não vão com a tua cara e te reprovam (porque né, pra rir, tem que fazer rir). Uma etapa a menos.

Levou cinco dias úteis pra carteira sair. Busquei ela numa quinta-feira, na sexta estava eu na agência com meu application físico todo preenchido. Já estava tudo prontinho, só faltava mesmo a danada da carteira de motorista. Não mais!

E aí vem a espera do aceite da AuPairCare. Quem lê o blog desde o início (parece que fazem aaaanos que dei início ao Right Track) acompanhou meu drama com toda essa história de espera pelo aceite da APC. Foram mais de dois meses. teve uma época que falei, pronto eles não vão me dar Ok.

Alívio? Alívio nada, e a espera pelo contato das famílias? Uma semana e nada. São dias que você entra no e-mail o tempo todo, ou melhor, você nunca fecha sua inbox. Ansiedade reinando geral. E eu correndo contra o tempo, porque já tinha 26 anos. Tinha que ir naquele ano, era isso!

Até que comecei a conversar com as famílias, parecia que agora as coisas estavam andando. Até que em menos de um mês, pá! Fechei meu match! Porra, finalmente, agora era real! Aí vamos as burocracias, visto, PID, etc…

Realmente foram muitas emoções pra chegar aqui: expectativa a mil. Minha maior preocupação era com a direção. Tinha prática quase nenhuma, e nem me garantia muito. Ficava com medo de pegar no carro no Rio. Coisa que foi devidamente omitida no application e pensei comigo mesma, vou aprender a dirigir na marra!

Vou ser a melhor motorista e vai ser assim na pressão. E assim foi! Três meses depois dirijo prestando atenção no GPS, cantando música no rádio, demônios crianças tocando terror no carro, assoviando e chupando cana. Ah! E ainda descobri que adoro dirigir, acho super terapeutico.

Lembro do primeiro dia que cheguei aqui e fofo me colocou pra dirigir. Sim, foi no primeiro dia mesmo, aquele que você conhece a família. Eu super cansada fui mostrar pra ele minhas habilidades na direção. Primeira impressão da fofaiada, uns sem noção foda, custava me deixar descansar? Relevemos. Perna tremia tanto, que acho que o carro só não morreu porque era automático.

Ah! E tem isso ainda, meu fofo é mega chato com direção. Pra ele ninguém dirige bem. Foi tenso, mas deu certo. Nada como a força de vontade e um carro automático pra te ajudar. No final das contas ele me acha a melhor motorista, a pessoa mais segura e confiante na direção. Ponto pra mim o/ Desafio aceito, desafio superado!

Nossa como devaguei…  mas tudo isso pra eu recordar de como foi difícil chegar aqui. Três meses se passaram e já me sinto 10 anos mais velha (a rainha do dramqueen). Um dia tava achando super engraçado olhar as fotos no aeroporto de quando chegou eu e as meninas para o treinamento. Todo mundo animado com as expectativas lá em cima. Todo mundo ingênuo e confiante sem ter a menor idéia da onde estaria se metendo.

No aeroporto. Pura animação a trêss meses atrás

No meio da crise, pude avaliar meus erros, aonde devia melhorar. Lembrar dos meu objetivos e o que eu pretendia alcançar quando decidi vir pra cá. Não vou querer interromper a experiência por mais foda que isso aqui seja, mas eu tenho um objetivo, e por ele vale a pena ficar aqui (fora os passeios, as viagens, as compras :P).

Deu pra colocar a cabeça no lugar e parar de frescura. De reclamar da vida a toa, de ficar de mimimi, e esse ciclo vicioso que é au pair falar da própria vida de au pair. Parar de agir como coitadinha. Focar, minha filha, focar! No melhor estilo: se componha mulher! ( gente, frase de Os Incríveis).

 De ser mais focada e saber que isso aqui é só um caminho e não o fim. Lembrar de olhar sempre pra frente e que isso aqui é temporário, mas que vai valer a pena. Pela experiência de vida, pra amadurecer e mudar aquilo que não está dando certo.

Eu tenho mania de cometer os mesmo erros sempre. Sempre prometo pra mim mesma que vou mudar mas na hora do vamos ver tô lá garoteando, batendo na mesma tecla, com os mesmos hábitos ruins. Como diria a Oprah (agora virou auto ajuda foda, até a Oprah tô citando) as vezes a vida sussurra pra você, daí não ouve. Ela vai dar um berro e você torna a ignorar, então ela te bate na cara com um tijolo pra ver se você fica esperto de uma vez.

Olha eu aqui de cara inchada! É agora ou nunca, a mudança de comportamento.

Como fui eu que pedi rematch, em meio a uma crise braba de homesick (que se arrastou desde a minha volta do meu isolamento em Vermont) logo em seguida fiquei me perguntando: tomei a decisão certa? Isso era o que mais me corroia. Porque com o rematch veio a possibilidade de acabar tudo pelo que tinha lutado.

Corroia. Não mais, porque decisão tomada bora pra frente. Dava pra gerencia? Acho que até dava, mas agora foi e não dá mais pra ficar chorando pelo leite derramado. Até porque, tudo é uma questão de perspectiva.

Foi uma decisão certa? Bom, se eu fechasse um match rápido com uma família maravilhosa, sim foi. Match demorado pra porra (olha aí Murphy agarrado comigo, sempre!), com possibilidade de voltar para o Brasil… é não parece que foi. Mas só saberei dizer depois.

Já fiz tudo que podia fazer. Agora é sentar e esperar. Até porque a família topou me deixar aqui por esse mês e aí eu vou procurando uma nova família (bonzinhos? Nem tanto, a nova colega de profissão só chega no mês que vem então lógico que eles precisam de alguém pra ficar. E eu preciso de um lugar pra morar, olha aí, combinou certinho :P).

Mas é isso minha gente, vida que se segue. Graças a Deus tem muita gente me dando força, me dando ombro nessas horas mais difícl que é deitar olhar pra tudo e ver, caraca nem vou está mais aqui, nada disso me pertence. Você se sente maior homeless, e fica confuso quanto a decisão. Agora não mais, porque né, já foi! E que venha o próximo desafio, parede de escudo neles!

Beijos pra quem fica!

Anúncios

16 comentários (+add yours?)

  1. Renata
    Out 20, 2011 @ 00:25:52

    Lu querida, vai dar td certo, vc ja conseguir dar o passo mais dificil, eu sei q e mto facil falar , dificil msm e passar por td isso, mas vc sabe que pode contar comigo ne!!! Sabado conv mais entao hein! Fica bem!!! bjss

    Responder

  2. Lane
    Out 20, 2011 @ 00:28:33

    Isso Lunaaa!! Cintuna de cabeca erguida que sua perfect family jaja vai chegar!! to aqui so na torcida! vai dar tudo certooo \o/\o/\o/

    Responder

  3. Suelen
    Out 20, 2011 @ 00:38:42

    Luna…
    O post ficou muito bom!!
    Apesar de que eh por pura necessidade, que bom que a family te deu 1 mes!!!

    To torcendo muito pra dar tudo certo…
    Qualquer coisa, mesmo, eh soh entrar em contato pelo face… Nos conhecemos pouco mas ja deu pra perceber a pessoa boa, querida sensata que vc eh… 🙂
    BeIJo

    Responder

  4. Cah Chiconato
    Out 20, 2011 @ 01:04:53

    Apesar do tema do posto ser rematch, ele ta lindo…
    estou aqui na torcida…..

    beijos

    Responder

  5. karina
    Out 20, 2011 @ 12:14:23

    Luna,

    Mais um post ótimo seu! Parabéns por ele e parabéns porque vc já é vitoriosa por estar aí, mesmo em meio a essa dificuldade toda. Saiba que estou torcendo muuuuito por vc de coração (não nos conhecemos, mas me sinto sua amiga de tanto ler seu blog ;p) e sei que todas do grupo tbm. Vc é muito querida por lá. Então se apegue em Deus, faça mantras, se concentre em energias positivas, sei lá, qualquer coisa que te dê forças e bola pra frente que vai dar tudo certo. (mesmo que o certo seja voltar pra casa!) O melhor pra vc vai acontecer. Mas vou ficar aqui orando pra que vc fique e quem sabe possamos nos conhecer pessoalmente por aí e rir de tudo isso.

    BJ.
    Karina Lemos

    Responder

    • Luna
      Out 21, 2011 @ 01:20:58

      Oi Karina, podes crer viu, acho um máximo quando alguém vem me falar que já se sente amiga
      por ler o blog. o mais legal é que já fiz amigos por causa do blog, acho um máximo!!

      Ora sim, estou aceitando todas as energias postivias que vier!

      Beijos e obrigada!

      Responder

  6. Fernanda
    Out 20, 2011 @ 17:55:58

    Oi Luna,

    tô aqui na torcida! Vc já tá procurando família no GAP? Entra nas comunidades do orkut q lá tb aparece umas famílias procurando au pair que já esteja nos EUA.

    Abraços,

    Responder

    • Luna
      Out 21, 2011 @ 01:17:54

      Oi Fernanda,
      tô sim, caçando família no GAP como se não houvesse amanhã, temos que tentar tudo, né?
      Beijos e obrigada!!
      Ps valeu pela dica, vou entrar na comunidade do orkut sim 😉

      Responder

  7. Tatiane dos Anjos..
    Out 20, 2011 @ 20:45:39

    Vamo q vamo..
    Vai tah tudo certo, força na peruca.. rsrs

    Estamos torcendo por vc!!

    Bjs.. Fik com Deus..

    Responder

    • Luna
      Out 21, 2011 @ 01:16:56

      Oi Tati!!
      Obrigada pela força , viu?!
      Nessa horas qualquer palavra é conforto!
      Continue na torcida e estou na esperança que tudo vai se resolver!
      Beijos!!

      Responder

  8. Regina
    Out 21, 2011 @ 08:20:04

    Mta calma nessa hora, mas mta sabedoria também. Luna, não se esqueça do seu objetivo e não se deixe abater, Foi como vc disse: lutou muito pra isso, então não desista.
    bjus e torço por vc!!!

    Responder

  9. Regina
    Out 21, 2011 @ 08:25:21

    Lembrete:
    Desistir nunca, retroceder jamais!!!
    Fique com Deus!!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 38 outros seguidores

%d bloggers like this: