Azar o meu!

Quando eu falo ninguém acredita: eu sou a pessoa mais azarada  do mundo. Aí sempre tem um cândago pra dizer: aí menina, deixa disso. Fala assim não, você acaba atraindo essas coisas. Mas aí toda vez que acontece alguma coisa provando o meu ponto (e sempre acontece) e sou obrigada a falar aquela frase que a gente odeia que falam com a gente: viu só, eu falei.

E no final, todo mundo acaba concordando comigo, porque é a verdade. Não sei porque decidi dividir isso com vocês mas vamos aos fatos.

Eu moro perto de um ponto de ônibus, então tipo, toda vez que eu estou trancando o portão de casa, é claro que vejo um ônibus passar. Tudo bem, termino de trancar o portão e ando a caminho do ponto, e lógico que antes de eu chegar no ponto vão passar dois ônibus vazios, um atrás do outro (não queria ir sentada mesmo). Cheguei no ponto e… porra perdi três ônibus, é claro que na sequência ficarei uns 20 minutos esperando o próximo ônibus chegar, que vai estar, cheio muito provavelmente. Isso sempre acontece.

Outra situação: entrei no ônibus, tô em pé. Beleza, o ônibus começa a esvaziar. Levanta um, senta outro. Vai saindo gente do ônibus e tal, e quando eu vejo, só sobrou eu em pé. A única espertona que ficou em pé. Tem gente que acabou de entrar no ônibus e já sentou, e eu tô lá me fud***do porque quase nunca eu estou carregando pouca coisa.

Sentei. Ai que beleza. Aí normalmente eu deixo meu celular no meu bolso pra ficar mais fácil de atender caso alguém me ligue ou então pra ver a hora, porque eu ainda não tomei vergonha na cara e comprei um relógio pra mim. Só que quando você senta, com celular no bolso, a praticidade é nula, porque você tem que se contorcer toda pra tirar o celular de lá, e provavelmente vai incomodar teu vizinho. Então eu deixo pra tirar o celular de baixo da bunda quando for estritamente necessário (quando alguém liga, porque é super incomodo ter seu celular vibrando debaixo da bunda).

Ver a hora, por exemplo? Não é estritamente necessário, porque dá pra resolver olhando no relógio da rua. Aqueles relógios grandões que marcam as horas e a temperatura (porque, realmente, é algo muito essencial pra sua vida, saber que grau está fazendo agora). Mas é claro que os deuses do universo nunca me deixam ver as horas nesses relógios porque sempre, SEMPRE que vou olhar as horas, a porra do relógio está marcando a temperatura. SEMPRE!! E daí eu fico virando o pescoço na tentativa de pegar algum relance de hora, no maior estilo exorcista, dando aquela girada de 360°, sabe qualé? E a o relógio muda, mas aí já tá fora do meu campo de visão (kuen kuen kuen kueeeen).

Eu poderia ficar aqui falando de várias situações que eu passo no meu cotidiano que me faz pensar, fui uma pessoa muito ruim em vidas passadas. ou colei chiclete na cruz ou meleca na santa ceia. Mas o fato é que sempre que essas coisas acontecem eu me arrependo amargamente do dia que mandei invadir a Polônia.

Essa seria eu fujindo da prisão

Fichas (aquelas de médico, por exemplo): a minha nunca está no lugar. NUNCA!! Enquanto a mulher procura a minha ficha, e vai passando e passando, dai eu já me encosto no balcão pensando, sabia, ou ainda penso assim: tinha que ser comigo. Da vontade de chegar e falar: moça olha a última ficha que deve ser a minha, mas aí eu tenho certeza que a ficha vai correr pra cima (só de sacanagem). Então dá vontade de falar assim: moça, começa por baixo e vai pra cima, mas tipo assim, rápidão, pra dar tempo de enganar a ficha, mas aí eu acho (tipo assim, desconfio) que a mulher me acharia meio maluca.

Quando a ficha é só a última, eu ainda acho que estou no lucro. Isso quando a mulher não vira pra mim e fala: estranho, mas devia está aqui (então tá, né?!). Foi por uma dessas que quando fui pegar minha carteira da ordem (de estagiário gente, nada de importante, qualquer idiota que chega no 7º período pega essa porcaria), e dei de cara com maior palhaçada, digo, solenidade. Todo mundo de peito estufado se sentindo “os” importantes, levando família e tirando foto. Então , tá, né! Eu devo ser uma pessoa muito desgarrada dessas paradas mesmo: casamento, formatura, batizado, ir pegar carteira da ordem eu acho tudo isso muito chato (e eu tô parecendo o Raul Seixas).

Enfim, fui lá buscar a minha carteira, sozinha porque não ía pedir pra ninguém ter maior trabalhão de sair do trabalho por causa disso. Botei o único terninho que eu tenho (e é preto, bateu a faculdade inteira comigo) e fui. A gente faz juramento e essas frescuras todas (que ninguém leva a sério, porque se advogado respeitasse seu próprio código, não teria a fama que tem) e depois o carinha lá vai chamando um por um, pra entregar a carteira e é em ordem alfabética.

Quando chegou na letra M pensei: tem alguma coisa errada, era pra ele ter me chamado. E eu estava sozinha, fiquei esperando ele ir chamar o povo pensando, será que a minha se perdeu no meio das outras (típico, só pra me sacanear). Mas a minha carteira não estava lá, a mulher foi buscar a fujona não sei aonde, e eu fui as últimas dos Moicanos a pegar minha carteira. Sério, não tinha mais ninguém no auditório, até os atrasildos já tinham feito o juramento (que eu tive que assistir de novo).

Depois de tudo isso, a conclusão que se chega é: se alguma coisa pode dar errada comigo, ela vai dar. Não é a toa que se o aceite pode sair em 2 semanas ou 2 meses, é lógico que o meu tinha que sair em 2 meses.

O chato que por mais que eu saiba disso ainda perco tempo me revoltando contra essas paradas, quando eu já devia ter internalizado e encarar como algo normal, super parte do meu cotidiano.

Por isso que quando eu for marcar meu embarque, eu já vou esperando alguma merda acontecer: mala extraviar, alguma pane, perder o voo, ser parada na alfândega, ser confundida com prostitua ou traficante, ou pior, terrorista, sei lá. Eu vou avisar qual será meu voo, porque aí nenhumas das meninas vão precisar passar perrengue junto comigo 😛

Gente, só pra avisar que esse post não tem absolutamente nada a ver com mundo auperiano. Mas nada mesmo, isso aqui não vai ajudar vocês em nada. Porém, desconfio que esse tipo de aviso eu deveria ter feito lá em cima, acho que por aqui ele fico meio sem função. 😛

… gente, beijo pra quem fica!!

Imagem crédito: é daqui!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 40 outros seguidores

%d bloggers like this: