Atenção, Câmera, Ação!!!!

Como nesse processo não adianta ficar só reclamando da espera do aceite, ou ficar pensando sobre a vida, o universo e tudo mais, vamos voltar com a programação normal: hoje vou falar sobre um dos momentos mais tenso na vida de uma futura  Au Pair, gravar o vídeo!!

Sim, leitoras queridas e aspirantes a Au Pair, você terá que deixar a vergonha de lado, e ter o carão de se gravar, falando em inglês, parecer simpática mas sem ser forçada, e no final, ainda vai ter que editar (olha aí, que maravilha). É praticamente um Deus nos acuda!

Antes de mais nada, só pra avisar que o vídeo não é obrigatório. Conheço até algumas meninas que conseguiram a proeza de fechar um match sem ter subido vídeo nenhum. Mas, porém, contudo, todavia, vamos combinar que é um mega diferencial. Acho que a família se sentiria mais tranquila assistindo o vídeo daquela menina que ela gostou muito no perfil. Diria eu que é um requisito importantíssimo, quase que fundamental.

As dicas que vou distribuir por aqui são (again) baseadas nas pesquisas que fiz por aí antes de fazer o meu vídeo (vídeo, vídeo, video). Eu dei uma pesquisada no youtube e fui vendo o que gostava e o que descartava logo de cara. O que eu quero dizer que eu não sou nenhum especialista no assunto, você não precisa confiar cegamente na minha habilidade de diretora de video e acatar minhas opiniões (ou seja, credibilidade passando longe :P).

Então vamos lá, meninas! Bora soltar o Spielberg que tem dentro de cada uma de nós o/

Primeiro de tudo: não precisa se preocupar com mega efeitos, com um programa super sofisticado, com um roteiro tarantinesco nem nada disso. Se você tiver quem te ajude, ótimo. Se não tiver, e nem sabe como mexer nessas paradas (meu caso!), se joga no Movie Maker mesmo. Dá pra fazer um videozinho bem bacana por lá, nada muito papagaiado. Vai ficar simplão, mas o conteúdo conta mais do que efeitos. Afinal, você não vai estar disputando nenhum oscar, e nem concorrendo a vaga de próximo diretor dos Transformers.

Faça um roteiro. Isso é muito importante, para que você não fique perdida na hora de falar na frente da câmera (que já é uma situação mega desconfortável por sí só). Nem que você decore três falas, grave, corta e assim por diante. Mas vê se esconde esse roteiro flor, não vá esfregar na cara do telespectador que tú tá de roteiro na mão ou ainda pior, não vai me sentar na cola (piada interna que só de pensar me mijo de rir) 😛

Dentro desse mini roteiro, tem que conter: um pouco de você (idade, onde você vive, o que faz), um pouco da sua experiência com kids, seus hobbies e a famigerada pergunta “por que você que ser uma Au Pair. Isso aqui é o mais importante, o resto é um plus.

Pela APC, o máximo de tempo do video é de 3 minutos, que é bem suficiente. (mais que isso torna cansativo, ninguem assiste). E mínimo de 1 minuto (porque menos que isso também não dá pra nada).

Muitas meninas adicionam musica no vídeo. Meu conselho é: CUIDADO!! Já vi muito vídeo que a musica está muito alta, e você não entende o que a pessoa está dizendo, principalmente se o inglês for aquele bem macarrônico. Sugestão: coloque música nas partes que você não está falando. Se for colocar música com letra em inglês, presta atenção no que a letra tá dizendo, minha filha, porque a letra da musica não deixa de ser parte da mensagem que você quer passar. Acho que fica mais gracioso quando a musica é brasileira (um chorinho, bossa nova – aquarela é linda nem sei se é considerada bossa nova, brasileirinha… e por aí vai).

No Meu vídeo eu optei por colocar musica (nas partes em que eu não estou falando) sem letra e que tivesse a ver com o momento. Eu inicio me apresentando e mostrando minha cidade (Rio de janeiro) e corto para meu quarto (porque percebi que externa, além de bater maior vergonha de gravar, fica com muito ruído). Dai fui falando e intercalando com cena minha na sala de aula, com cena minha babysittiando minha priminha e no final me despedindo. É sempre legal agradecer por terem assistido o filme (filme??!!).

Outra coisa (Jesuuus, como eu falo!), essa é pra aquelas que o máximo que sua habilidade em edição permite é no Movie Maker (aquele programa de edição que já vem junto com o windons. Procura ai fia, que você também deve ter), não coloque aquelas transições muito brega que fica com cara de vídeo de 15 anos dos anos noventa. Movie maker não tem muito recurso, mas não é por causa disso que você precisa escrotizar tudo, né?! Eu escolhi transições simples, e o meu preferido é sempre o nosso velho querido “fade in”, “fade out”. (porque minha gente, eu até tentei o tal do chique “after effects” mas meu cérebro simplista não me permitiu realizar tal tarefa :P)

Deixa eu ver se estou esquecendo mais alguma coisa. Ahhhhh sim, uma diquinha pra finalizar… procura colocar um “fade out” na musica quando for fazer transição para uma cena que não haverá musica, porque sério, eu acho que fica bruscão sabe, tú meio que leva um susto entre uma transição e outra. Sei lá, minha opinião people.

Siiiiim, mas e o meu video??!! Cadê ele?? Então, eu queria ter feito esse post um tempinho já. Ele era um dos primeiro programados pra entrar assim que eu fizesse o blog, mas, não dá gente. Sou muito envergonhada e não tenho carão de me colocar aqui pra falar. Timidez rules total, e não tive coragem nem de colocar lá no grupo do FB. É porque, tipo assim, eu sou terrivel em foto e em video fica mil vezes pior. Pense numa pessoa completamente não fotogênica!! (e puxe no sotaque nordestino que eu nem tenho uahuahaha)

Por isso que nunca consigo colocar foto aqui, e o máximo de cara que vocês vão ver minha é esse meu avatar 😛 (e percebam que as fotos sempre rola um óculos escuro, sou praticamente o fantasma da ópera :P) . Mas farei uma promessa: se quando eu ficar on, e as familias se interessarem pelo meu perfil, e fechar um match rapidinho, eu faço um “up date” aqui e coloco o vídeo, porque aí é sinal que estava realmente bom, e cumpriu seu devido papel (fazer uma family morrer de amores por mim :P).

Mas pra não deixar vocês na mão, vou deixar um vídeo de uma alemã muito fofa que eu encontrei pelo you tube da vida. É bem simples, mas tem toda informação necessária. Ela fala bem, inglês entendível, e é uma fofa.

Espero que gostem 🙂 E se não gostarem, não tem problema, nem fui eu que fiz… 😛

… e beijo pra quem fica!!

 

Foto emprestada daqui!

Anúncios

2 comentários (+add yours?)

  1. Giovana
    Abr 07, 2011 @ 12:39:09

    Boas as dicas… concordo com tudo.. o meu primeiro video eu fiz externo mais o som varia mto então fiz outro dentro de casa mesmo…
    Intercalei com vídeos e fotos (poucos) e o querido fade in/ out também é meu favorito… básico e perfeito!
    Fade out nas músicas também… mto tenso a música acabar do nada… hahahahah coloquei música só nas fotos e outra coisa que acho válida é se vc for parar seu vídeo, depois na hora de editar você cortar a parte q vc ta desligando a câmera… acho mto feio. ;x

    CARACA… quero saber como ela fez aquele efeito de virar a camera e aparecer na casa dela… hahahah mto bom! ;D

    Responder

    • Luna
      Abr 07, 2011 @ 13:17:31

      Também queria muito saber Giovana!!!
      O que mais gosto no video dela é que é bem simples, e passa tida informação que a host family precisa saber!

      Também tentei gravar externa mas o ruído no fundo não combinou.
      Se eu tiver uma resposta positiva das familias eu colocoo o meu aqui também o/
      Beijãooooooo!!!!

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 38 outros seguidores

%d bloggers like this: